sábado, fevereiro 18, 2006

Três Atos para o Grande Amor

Primeiro Ato

A espera do Amor pinta uma cena perfeita e deixa um vulto delineado, para quando o Amor chegar. Depois, desnuda-se em imagens borradas, para que o ser amado exercite bem mais do que o olhar. O Amor ensaia um riso, quando precisa o Amor alegrar. Mente para não trair. Silencia para não delatar. O Amor lê o que não entende, só pra poder perguntar. O Amor caminha mais rápido pelas ruas desertas da cidade no verão, quando então se reinventa e quase flutua. Na noite, não encosta as pestanas, o Amor, e na aurora fecha as cortinas, para que sobressaia da penumbra apenas a luz de amar. O Amor não come, pra melhor observar. O Amor, quando se ausenta, volta e volta e volta, como um velho gato ao amanhecer, simplesmente por não haver nenhum outro lugar aonde quisesse tanto estar.

12 comentários:

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Belo!

*CC*

Azzuma disse...

Lindo, Linda!

Edilson Pantoja disse...

Então, vivas ao amor!

Lu disse...

Vou esperar o Amor pintar os outros atos, minha Lia.
Beijos

eduardo disse...

Seus textos são curtos mas dizem muito.
Gostei mito do seu blog, visitarei mais vezes.
http://dudu.oliva.blog.uol.com.br

Dalva disse...

É isso aí, Cecília: seja sempre sucinta, que hoje em dia ninguém tem muito tempo de ficar lendo lendo lendo lendo... é tudo vapt-vupt, pá-pum, zás-trás. Agora, mabuia??????? essa eu tive que procurar no diciogoogle rsrsrs... tinha que ser do RGS!

Abraço apertado

Dalva.

Dalva disse...

Linkemo-nos??

Quem pode não gostar dos pagos? Tenho feito grandes cyberamizades por aí: a Tita Aragón, do "Da Janela", o Edson Nakano, do "Simplórias Sinapses" e a nossa razão de ser, a Lisara Neves, sem blog ainda, lá de Cachoeira do Sul (tá no Google Earth !!!!!!!!!!!!!!) Tudo gente boa demais. Sou abençoada.

Linkemo-nos?

www.palomadawn.blogspot.com

THE ROAD NOT TAKEN

Vítor Leal Barros disse...

"a espera do amor pinta uma cena perfeita e deixa um vulto delineado, para quando o amor chegar"...esta frase é de uma sensibilidade encantadora... aguardo as cenas dos próximos capítulos

beijo

Anônimo disse...

lu = cc = vlb

luciana MELO disse...

Caro anônimo, se sua equação tenta retratar a sincronia das almas, é bem capaz que seja verdadeira... rs

Theo G. Alves disse...

é um belo ato.
abraço!

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested