quarta-feira, janeiro 23, 2008

Lealdades


Chega uma manhã de névoa cinzenta e acordo obnubilada do inverno de hibernar sementes. Há muito prefiro a solidão das castanhas ao silêncio populoso das romãs. Era março, quando voltei ao Rio dos Ameandros e desde então lembro cenas esparsas, onde o olhar de João Rudá parecia mais soturno em sua mudez. Olhava-me como quem não entende. Olhava-me como quem quer fugir. Olhava-me como quem gostaria de não permitir, tivesse ele essa possibilidade. Lembro de ter percebido Helga algumas vezes, mas o que via eram as costas um tanto encurvadas de uma Helga eternamente preparando caldos no fogão. Estranho lembrar só o dorso de alguém. Sobre a mesa com rendas e flores frescas, os caldos eram substituídos intactos e frios, um após o outro. Assim como os chás de Cidreira, esfriados em abandono em canecas de barro.

Cheguei aqui uma semana após a Intervenção. Dormi demais, neste tempo. Creio ter escrito cartas que jamais foram enviadas, não sei. Ou então preenchi com uma memória falsa este tempo sem importância, interregno entre duas estações. Mas agora parece que acordo. No tapete de tiras ao lado da cama, Thor permanece enroscado. Está emagrecido, ele também, e vai à rua o tempo suficiente para não sujar a casa, depois volta. Ava mantém-se atenta, ativa, irrequieta. Acompanha João nas lides do jardim e do pomar que começa a florir. Como dois aspectos de uma mesma criatura, os labradores expressam seus contrastes. Aos poucos, elaboro coisas que ainda não me vejo pronta a comentar, vejo mudanças em mim e em Helga, já não tão feliz. Só mesmo os cães e o silêncio absoluto de João comungam do conforto das coisas que não mudam em sua lealdade eterna.
(texto e imagem: Cecilia Cassal)

4 comentários:

MERIAM disse...

Grata, Cecília... Muito grata por ter incluído o meu blog aqui. Tem um poema novo que me significou muito. Quando puderes dá uma passadinha por lá (mãe rendeira):
http://porquemmepensa.blogspot.com

Beijo em teu coração amoroso,

Meriam

marcia cardeal disse...

Que bom poder te ler de novo!!! Que bom, que bom, que bom, "lua acordada"!!! beijo

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Oi!

Gostei.


*CC*

Vânia disse...

Cecilia, sempre agradável as recompensas encontradas aqui.grata pela gentileza de incluir meu link.
bjs na alma