sexta-feira, março 20, 2009

Rio dos Ameandros

“- Eu nunca fui tão silêncio (...) Dobrar-se de dor e não poder gemer. Eu nunca morri com tanta eficácia. Depois da treva, há mais treva, mais treva, mais treva...”
(Helga, personagem do Rio dos Ameandros)

(Texto: CeciLia Cassal)



9 comentários:

Paulo Bentancur disse...

CeciLia, poeta, ficcionista, admirável leitora da vida:

paralisa-nos um texto desses. É como um espelho. Olho-o, reconheço tudo, e, ao mesmo tempo (está escuro demais!), não enxergo. Mas sei que aquela ausência sou eu. E ela é mais forte (porque dói mais) que minha presença longe da treva. Incrível a capacidade que têm os teus textos de nos exporem. Tu és leitora do mundo. Ele, teu livro aberto tentando, inutilmente, fechar-se.

Mereces, iluminada até para enxergar na treva os interstícios, ficar longe dessa região sombria que muitas vezes artistas e pessoas de verdade como tu habitam.

Rezo por isso.

Grande beijo de quem sempre te lê.

Anônimo disse...

Prezada Cecilia:

que texto forte, nossa. Que texto intenso e vertiginoso, mesmo em sua brevidade. Quem viveu de verdade – expondo-se – sabe que a treva é tão inesquecível quanto a luz. Tomara que esta a que aludes torne-se bíblica, isto é, no princípio, a Terra informe e vazia... Não, não! A palavra dá forma às coisas, a tudo – é o próprio Gênesis revisitado. E não há treva que se sustente diante do desenho verbal capaz de milagres literários como os teus. Obrigado por mais essa iluminação, escritora rara.

Abraços.

Anthero Luz – Santana do Livramento, RS

Janaina Amado disse...

Puxa, isto é que é buraco escuro!
Texto forte demais.

Adilson Zabiela disse...

Nossa! E qualquer semelhança com Clarice Lispector é mera coincidência! he he he...

Anônimo disse...

Bem lembrado pelo Adilson, que, pelo jeito, é leitor atento. Sim, Clarice e sua familiaridade com o abismo. O que permite – ainda bem! – o grande salto por cima dele. Teus outros "posts" revelam que você é capaz de dá-lo.

O abraço do seu leitor,

Hélio de Rezende Almeida (Brasília, DF)

Bianca disse...

Querida Cecilia: não sabia deste teu dom, fiquei surpresa e maravilhada, parabéns, beijos e sucesso.
Bianca Milano Faraco

Mara faturi disse...

Minha querida amiga,

aff, me tirou a respiração;Please,o que é isso?? Que texto MARAVILHOSOOOOOOOOOO!! De uma brevidade doída, estou aqui a me contorcer de encantamento;)
saudade grande,
*vamos nos ver quando???
bjão!!

Dalva M. Ferreira disse...

Rio dos Ameandros...

Anônimo disse...

CeciLia:

sou teu leitor, leitor deste blog sumarento e vertiginoso. Sinto falta de mais posts. Aonde andas?

Um abraço.



Hélio de Rezende Almeida, Brasília, DF